25 setembro 2009

Nunca vi uma coisa dessas

Fiquei bestificado quando assisti esse vídeo. Parece mentira, é só vendo pra crer. Quando vejo esse tipo de coisa percebo o quanto sou ingrato pelas vezes que reclamei de muitas situações da vida. E esse cara aí do vídeo tá tocando, cantando e sorrindo. Estou envergonhado.

Abraços.

02 setembro 2009

Quer aprender a cantar igual a Vanusa?


É isso aí pessoal, essa história da cantora Vanusa nem esfriou e a galera já arrumou uma outra forma de "bagunçar o coreto" com ela novamente e criaram o Vanusator.

O Vanusator é um site onde você coloca a letra de uma música qualquer e o site faz uma bagunça enorme trocando a ordem das frases. Tremenda sacanagem, mas fica engraçado.
Divirtam-se.

Show de mágica

Essa é uma entrevista do Programa do Jô exibida dia 27/08/2009 com o mágico Ricardo Korn Malerbi. O cara é muito bom. Eu estou até agora tentando entender como ele faz tudo isso.

Abraços

01 setembro 2009

A pedra da previsão do tempo

Apesar de toda a tecnologia existente em equipamentos capazes de fazer a previsão do tempo com tanta exatidão, ainda existem métodos primitivos, mas muito eficazes como a pedra da previsão do tempo.

23269228

31 agosto 2009

Parabéns pra você, nessa data querida…

internet1 Nesse ano, pra ser mais exato dia 13 de março, o que conhecemos por Internet completou 20 anos. Isso mesmo, a nossa querida Internet fez aniversário.

Na verdade, o sistema de comunicação que permite toda essa transmissão de informação foi criado na década de 1960 durante a Guerra Fria e qualquer inovação poderia contribuir nessa disputa liderada pela União Soviética e Estados Unidos. Essas duas potências mundiais sabiam da importância dos meios de comunicação.
Tendo essa visão os Estados Unidos temiam um ataque russo a suas bases militares, o que poderia trazer a público informações sigilosas que deixariam os Estados Unidos vuneráveis. Então, uma divisão de pesquisa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos chamada ARPA (Advanced Research and Projects Agency) desenvolveu uma rede de comunicação que pudesse descentralizar as informações do Pentágono conectando as várias bases militares americanas, se o Pentágono fosse atingido essas informações estariam seguras em outros lugares. Essa rede foi chamada de ARPANet. No início da década de 1970 Universidades, que na época tinham trabalhos de pesquisa relacionados à defesa, tiveram acesso a ARPANet e por volta de 1975 já existiam 100 sites em operação. No final dessa mesma década a ARPANet havia crescido tanto que seu protocolo de comunicação original, chamado Network Control Protocol (NCP), não era mais adequado. A partir daí a ARPA começou a desenvolver um novo protocolo de comunicação chamado TCP/IP (Transfer Control Protocol / Internet Protocol) que é o protocolo utilizado atualmente na internet que conhecemos.
Mas foi em 1989 que um cientista do CERN (Organização Européia de Pesquisas Nucleares) chamado Tim Berners-Lee submeteu um documento a seu supervisor Mike Sandall com o título “Information Management : a Proposal”. Mike Sandall gostou da proposta e autorizou Tim Berners-Lee seguir com seu projeto que consistia em combinar o hipertexto com a já conhecida Internet e os computadores pessoais formando uma pequena rede de informação para ajudar os cientistas do CERN compartilhar as informações armazenadas nos computadores dos laboratórios espalhados pelo mundo e das universidades através de um sistema de navegação “aponte e clique”.
Tim Berners-Lee criou um navegador-editor com o objetivo de tornar a rede um espaço criativo para editar e compartilhar informações em um formato comum. E como chamar esse novo navegador? Foi então que, em Maio de 1990, surgiu o nome WWW (World Wide Web).
Info.cern.ch foi o primeiro endereço do mundo disponibilizado em um servidor web em um computador do CERN e o primeiro endereço de uma página web foi http://info.cern.ch/hypertext/WWW/TheProject.html, a qual continha informações relativas ao projeto WWW onde os visitantes poderiam aprender sobre o hipertexto, detalhes técnicos sobre como criar suas próprias páginas web e sobre como procurar informações na rede. Não há registros que retratam essa primeira página criada, mesmo porque as informações eram atualizadas diariamente, mas você pode consultar uma cópia posterior (1992) dessas páginas no site da W3C.

O CERN promoveu uma comemoração dos 20 anos da Internet e um vídeo dessa comemoração pode ser visto no site do CERN.

E para os mais experientes (a saber, antigos) na internet e curiosos, disponibilizo aqui o link do site Wayback Machine.

wayback
O site WaybackMachine tem um histórico de vários sites, é só digitar o endereço e escolher a data para visualizar como era o site na época selecionada.

É isso aí pessoal, fiquem à vontade para comentar e dar sugestões.

Um abraço.

03 agosto 2009

Perda de comanda na balada: consumidor só deve pagar pelo que consumiu

Quem costuma frequentar casas noturnas já deve ter recebido uma comanda prevendo multa para o caso de perda ou extravio. Entretanto, segundo o diretor-presidente do Ibedec (Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo), Geraldo Tardin, a prática é ilegal e o consumidor só deve pagar pelo que de fato consumiu.

"Essa prática é adotada por muitos estabelecimentos. É comum o consumidor pagar pela prática abusiva da empresa sem ter a informação de que está sendo lesado!", diz Tardin.

Lei

De acordo com o presidente do Instituto, não há nenhuma lei que legitime o estabelecimento a cobrar multa. Além disso, acrescenta, a responsabilidade de manter o controle do que foi consumido é do fornecedor e não do cliente.

"O fornecedor não pode repassar ao consumidor o controle. Essa atitude caracteriza prática abusiva. O fornecedor deve ter o controle do consumo por cartão magnético ou venda de fichas", alerta.

No caso da perda da comanda, o consumidor que for impedido de deixar o estabelecimento, caso não pague a multa, poderá ligar para a polícia e pedir seu comparecimento ao local. Além disso, ele deve registrar um boletim de ocorrência na delegacia.

Na hipótese de o cliente pagar a conta estipulada pela casa noturna, este poderá ingressar com uma ação pedindo em dobro o valor pago e mais indenização por danos morais.

Essa matéria foi publicada no Yahoo! Finanças

31 julho 2009

Inteligência pouca é bobagem

Recentemente tive a infelicidade de ler algo que não acreditei ser possível alguém escrever. Um currículo... sim, um simples currículo de um candidato a uma vaga de estagiário em programação. O que tem de tão absurdo nisso? a quantidade de informação inútil tratando-se de uma vaga para programador, mesmo sendo um estagiário, o que exige do candidato o mínimo de inteligência e uma boa percepção do que acontece a sua volta. O que eu não entendo é como uma pessoa tem a capacidade de escrever um currículo com nível tão baixo apesar de incontáveis sites com modelos e dicas de como escrever um currículo e como NÃO escrever um currículo, mas eu acho que esse cara quis contrariar os autores de todas as dicas que ele leu, ou melhor, ele quis fazer mais que um currículo e quase transforou em um perfil de comunidade online. Uma coisa eu admito, o garoto tem bom coração, mas se ele não se cuidar vai ser difícil conseguir uma boa vaga de programador. Meu objetivo não é denegrir a imagem de ninguém, o que eu quero é alertar a juventude atual a prestarem mais atenção nas coisas que escrevem e como escrevem, pois já vi muitas pessoas serem facilmente influenciadas pela "liguagem de internet" e a aplicarem em situações mais formais - o que é inaceitável.
As informações que possam identificar o autor desse currículo foram removidas por razões óbvias, mas isso não oculta o quão clara é a falta de capacidade do ser em questão. Acham que é exagero meu? Então olhem e chorem... de rir.

Clique na imagem para vê-la ampliada

30 julho 2009

Fly Guy

Essa é uma, de uma série de animações, que está fazendo muito sucesso na internet. O autor das animações é um inglês chamado Simon Tofield. Graficamente a animação é simples, mas o enredo é muito bom. Dá-se ótimas risadas com ele. E falando especificamente do episódio abaixo, eu mataria esse gato.



Outras animações dessa série podem ser encontradas no YouTube.

29 julho 2009

Pai, qual é o feminino de sexo?

Iniciando o Canto das estrumelas, vai aí um papo de pai e filho...


Filho: Pai…
Pai: Humm?
Filho: Qual é o feminino de sexo?
Pai: Quê?
Filho: O feminino de sexo.
Pai: Não tem.
Filho: Sexo não tem feminino?
Pai: Não.
Filho: Só há sexo masculino?
Pai: Sim. Quer dizer, não. Existem dois sexos. Masculino e feminino.
Filho: E qual é o feminino de sexo?
Pai: Não tem feminino. Sexo é sempre masculino.
Filho: Mas você acabou de dizer que tem sexo masculino e feminino.
Pai: O sexo pode ser masculino ou feminino. A palavra Sexo é masculina. O sexo masculino, O sexo feminino.
Filho: Não deveria ser “A sexa”?
Pai: Não.
Filho: Mas porque não?
Pai: PORQUE NÃO! …Desculpa, porque não. “Sexo” é sempre masculino.
Filho: O sexo da mulher é masculino?
Pai: Sim... Não! O sexo da mulher é feminino.
Filho: E como é o feminino?
Pai: Sexo também. Igual ao do homem.
Filho: O sexo da mulher é igual ao do homem?
Pai: Sim. Quer dizer… Olha, há sexo masculino e feminino, certo?
Filho: Sim.
Pai: São duas coisas diferentes.
Filho: Então, como é o feminino de sexo?
Pai: É igual ao masculino.
Filho: Mas não são diferentes?
Pai: Não. Ou melhor, sim! A palavra é a mesma. Muda o sexo, mas não muda a palavra.
Filho: Então não muda o sexo. É sempre masculino.
Pai: A palavra é masculina.
Filho: Não. “A palavra” é feminino. Se fosse masculino seria “O palavra.”
Pai: CHEGA! Vai brincar.

O filho sai e entra a mãe:

Pai: Temos que vigiar esse menino…
Mãe: Porquê?
Pai: Só pensa em gramática!

28 julho 2009

Música não é para oportunistas incompetentes

Esse é um artigo publicado por Regis Tadeu, colunista do Yahoo! Música sobre as atrocidades musicais às quais são submetidos os nossos ouvidos. Quero adiantar que concordo com o autor em gênero, número e grau.

"Semana passada, tive a oportunidade de tomar contato com duas coisas absolutamente antagônicas em termos de qualidade, que me fizeram parar para pensar. Primeiro, uma brilhante matéria feita aqui pelo pessoal do Yahoo! Brasil mostrou vários exemplos de pessoas que deveriam ficar afastadas do meio musical, já que não têm absolutamente nada a oferecer em termos de qualidade. Muito pelo contrário, usando de um oportunismo que seria engraçado caso não fosse repugnante, gente desprovida de talento musical como Roberto Justus, Dado Dolabella, Ângela Bismarchi (esta desprovida de qualquer outro tipo de talento) e a inacreditável armação batizada como Sexy Dolls se meteram a fazer música como se isso fosse algo absolutamente inconseqüente.

Como que debochassem de nossa indignação, como se tivessem a certeza da impunidade ao cometerem um ato de lesa-inteligência, eles demonstraram apenas uma incompetência exemplar ao apresentarem suas... ahn... "canções", retratos fidedignos de uma total inabilidade musical".

Você pode conferir o artigo na íntegra no site do Yahoo.

Abraços a todos

27 julho 2009

Recursos do Google que facilitam nossa vida

Iniciando a árdua tarefa de buscar conteúdo para esse blog encontrei algo interessante que muita gente usa, mas perde muito tempo por não saber utilizar os recursos disponíveis: o Google. Sim, o famoso site de busca possui alguns recursos simples que facilitam a nossa vida, mas muita gente não conhece. Então, vamos às dicas.

Fazer uma busca no Google é fácil, mas, com algumas dicas, é possível obter resultados mais precisos. Veja, abaixo, uma série de macetes.

Aspas
Para buscar uma frase exata, use aspas. Assim, os resultados terão a expressão que você procura com as palavras na mesma ordem em que você as digitou.Uma pesquisa por "Nossa Senhora Aparecida", entre aspas, retorna resultados mais precisos do que a busca sem esses sinais gráficos.

Exclusão

Use o hífen antes de um termo para excluí-lo dos resultados da pesquisa.

Se você quer encontrar referências a Pelé que não contenham a palavra Santos, por exemplo, basta procurar por Pelé -Santos.

Asterisco

Um asterisco indica a falta de uma expressão. Suponha que você tenha esquecido uma das palavras que compõem um ditado popular.

Busque, entre aspas, "em casa de * o espeto é de pau". Nos resultados, você encontrará referências à frase com o termo ausente (ferreiro).

Tipo de arquivo

O Google é capaz de encontrar conteúdo dentro de documentos hospedados na rede em formatos como Word (DOC) e Excel (XLS). Basta usar o operador filetype, seguido de dois pontos e da extensão do arquivo, sem espaços.

Para encontrar, em PDF, o texto de "Dom Casmurro", de Machado de Assis, faça uma busca por Machado de Assis Dom Casmurro filetype:pdf.


Essas são apenas alguns dos recursos que, apesar de simples, tenho certeza que vai ajudar muita gente. Essas e outras dicas sobre os recursos do Google podem ser encontrados no site da Folha.

Abraço a todos.

26 julho 2009

Apresentações

Olá pessoal, este que vos fala é mais conhecido no meio criminal pela alcunha de Geysler. Criei esse blog sem a menor ideia do que colocar nele, mas provavelmente tratarei de assuntos relacionados a tecnologia, música e algumas bizarrices que fluem através desses bytes que vão e veem dos nossos computadores. Abraços a todos e espero que sobrevivam a esse blog.